Ipirá terá lokdown a partir do dia 24 junho

O município de aproximadamente 70 mil habitantes terá lockdown a partir de 24 de junho. De acordo com a prefeitura, já foram confirmados 33 casos de Covid-19 e 1 óbito decorrente da doença.

Preocupado com o aumento de casos da covid-19 no município de Ipirá, distante 205km de Salvador, em pronunciamento na emissora de rádio local, na manhã de domingo (14), o prefeito Marcelo Brandão (DEM, chamou a atenção da população para as medidas austeras que a administração municipal adotará a partir do próximo dia (24), para conter o avanço do coronavírus.

Durante o pronunciamento o prefeito citou, que um bar no município foi flagrado com 120 pessoas aglomeradas e sem máscara o que levou a interdição do estabelecimento através de prepostos da Policia Militar e da Vigilância Sanitária. “Uma atitude irresponsável, que coloca em risco não somente a vida dos frequentadores do local, assim como de seus familiares e da população” disse o gestor.

O prefeito cita no decreto municipal a proibição de guerra de espadas e fogueiras, elementos tradicionais nos festejos juninos. Pelo fato da covid-19 ser uma doença de origem respiratória, a grande quantidade de fumaça causará problemas respiratórios principalmente em crianças, idosos e pessoas alérgicas. O prefeito argumenta que a saúde é um direito de todos e dever do município, garantindo mediante políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

Ainda em sua fala o prefeito informou que durante esta semana, o comercio de Ipirá funcionará das 08 às 14h. Já a partir do dia (24) será adotado o sistema de lokdown com o fechamento do comércio, exceto os serviços essenciais. Além disso, conforme o decreto, o bloqueio total implica na interrupção de qualquer atividade por curto período de tempo e um bloqueio total, em que entradas do perímetro são bloqueadas por profissionais de segurança e ninguém tem permissão para entrar ou sair do local isolado. O prefeito decretou a suspensão total de atividades não essenciais. Somente poderão sair às ruas pessoas que forem comprar comida, medicamentos, produtos médico-hospitalares, de limpeza e de higiene pessoal.

Com informações do site Caboronga

COMPARTILHAR