CADORE COBRA DELEGACIA DA MULHER EM BRUMADO E NA CHAPADA DIAMANTINA

O combate a violência contra a mulher está na pauta da Assembleia Legislativa. A deputada Neusa Cadore (PT) apresentou duas indicações solicitando ao Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, a implantação da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) na Chapada Diamantina e no município de Brumado.
A parlamentar destaca que Chapada Diamantina engloba 23 municípios (Abaíra, Andaraí, Barra da Estiva, Boninal, Bonito, Ibicoara, Ibitiara, Iraquara, Itaeté, Jussiape, Lençóis, Marcionílio Souza, Morro do Chapéu, Mucugê, Nova Redenção, Novo Horizonte, Palmeiras, Piatã, Rio de Contas, Seabra, Souto Soares, Utinga e Wagner) e conta com população de mais de 376 mil habitantes.
“Trata-se de uma região muito movimentada por conta dos atrativos turísticos, mas que também tem despertado a atenção pelos crescentes registros de violência contra as mulheres. Considerando que não há nenhuma Delegacia de Atendimento à Mulher nessa região e preocupadas com a situação, lideranças femininas de vários municípios têm se reunido para cobrar políticas públicas nessa área, inclusive com a realização de um abaixo-assinado endereçado às autoridades competentes”, destacou a parlamentar. Neusa destaca que o pedido da instalação do equipamento de segurança é um pedido das mulheres da região.
Já no município de Brumado, os dados do Painel de dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (ONDH) registraram 54 denúncias de violência contra as mulheres durante o ano de 2020.
“A cidade de Brumado configura-se como um dos principais centros comerciais e de serviços públicos da sua região. Possui população estimada de 67 mil habitantes e destaca-se no cenário baiano pelo desenvolvimento do ramo da indústria mineradora, além do comércio, agropecuária e turismo. Por sua vez, a Microrregião de Brumado, que tem a cidade como centro de influência, é composta por 14 municípios e conta com população de mais de 227 mil habitantes”, justifica a parlamentar. Cadore também reforça o pedido dizendo que é uma indicação das mulheres do município.

COMPARTILHAR