Pré-candidato a prefeito de Lauro, Cardim promete investir em meio ambiente e tecnologia

Por Rayllanna Lima-Tribuna da Bahia

Pré-candidato a prefeito de Lauro de Freitas, o ex-superintendente Mauro Cardim (PP) visitou a Tribuna ontem, onde foi recebido pelo presidente desta folha, Walter Pinheiro. Na ocasião, Cardim comentou seu projeto de gestão para o município, que envolve investimentos focados no meio ambiente e em tecnologia.

Uma de suas principais bandeiras é a recuperação do Rio Joanes. Para ele, que é ambientalista, a recuperação do rio é fundamental e deverá ser trabalhada “com mais atenção” pela próxima gestão. A importância do Rio Joanes se dá, sobretudo, por ser responsável por cerca de 40% do abastecimento da capital baiana e da Região Metropolitana de Salvador.

“Estamos nos preparando para a segunda edição do projeto S.O.S Rio Joanes, precisamos salvar esse rio. Lauro de Freitas é uma cidade cercada por rios, e todos desaguam no Joanes. A poluição interfere nas praias de Lauro e de Camaçari. Precisamos cuidar desse ecossistema que a natureza nos deu. Nossa luta é a preservação, coisa que muitos políticos não gostam de trabalhar porque não dá voto. Tivemos recentemente o racionamento em São Paulo. Não queremos que nosso Joanes se torne um Pinheiros ou Tietê”, disse.

Cardim foi secretário de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Freitas, na gestão da atual prefeita Moema Gramacho (PT). Recentemente atuava como superintendente do Gabinete da Prefeitura. Contudo, na última segunda-feira (12), teve sua exoneração oficializada no Diário Oficial do município, após ele mesmo ter colocado seu cargo à disposição devido ao rompimento oficial entre seu partido e a prefeita.

Desde o início do ano, Cardim tem feito críticas ao governo de Moema e, durante a reunião desta quinta, lamentou que Lauro de Freitas tenha ficado “estagnada”. “Ficamos para trás. Estamos muito perto de Salvador, mas atrasados em cerca de 30 anos. Antigamente as pessoas de Salvador queriam morar em Feira de Santana, hoje as pessoas de Feira querem ir para Salvador ou Camaçari. A prefeita olhou muito para pautas nacionais e esqueceu do quintal de casa”, afirmou.

Em sua análise, as principais demandas de Lauro de Freitas agora são mobilidade e meio ambiente. “Se eu consigo resolver o problema da poluição estaremos resolvendo 50% dos problemas da saúde e da educação. No que diz respeito a mobilidade, temos o projeto Aeromóvel, transporte movido a ar, que não polui e tem custo reduzido. Com ele, eu consigo contemplar quase todos os bairros. E, com isso, a cidade volta a ter desenvolvimento, porque ficou estacionada”, explicou. Segundo ele, sua equipe também já preparou um projeto para implantação de 120 km em ciclovias. Embaixador da Campus Party, Mauro Cardim também é defensor do uso da tecnologia para o desenvolvimento de Lauro de Freitas. Ele tem sido o responsável pela implantação de laboratórios de robótica no estado.

COMPARTILHAR