Deputado Jurandy Oliveira cobra da Embasa redução na taxa do esgoto, em Ipirá

Ao tomar conhecimento sobre queixas relativos ao abastecimento de água, no município de Ipirá (BA), o deputado Jurandy Oliveira (PP), tem cobrado da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), responsável pelo serviço na cidade, resoluções para uma série de problemas relativos ao abastecimento de água no município.

ALÉM DO ALTO VALOR DA CONTA DE ÁGUA A POPULAÇÃO RECLAMA DA ALTA TAXA DE ESGOTO

O deputado ainda salienta que além de problemas comuns relativos a falta de água nas torneiras, em conversas com pessoas da cidade tomou conhecimento que as maiores queixas dos usuários do serviço de água estão relacionadas as altas taxas de Esgotamento Sanitário cobradas ao público em geral e também os valores elevados nas contas de água de repartições públicas como Escolas e Postos de Saúde, pagos pela prefeitura do município.

O deputado, ainda salienta que além do já elevado valor cobrado pelo fornecimento de água, o valor agregado cobrado como Taxa de Esgoto cria alto impacta nas contas dos usuários comuns, sendo os usuários de baixa renda, os assalariados, na verdade, os maiores sofredores, pois é geral a queixa sobre o percentual do serviço de esgoto da cidade.

O DEPUTADO É A FAVOR DE UMA TARIFA MENOR, COBRADA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO

O deputado argumenta que, “A água é retirada da natureza, um bem da humanidade, indispensável a vida, seja do pobre ou do rico, assim temos que fazer o que for possível para ser acessível a toda a população. No caso de um serviço agregado, o total não pode comprometer a renda familiar de quem quer que seja. A redução de tarifa do serviço de esgotamento sanitário efetuado, cobrada em um valor menor, diminuirá o valor total da conta de água cobrada pela Embasa, tornando mais justa a cobrança do fornecimento destes serviços essenciais à população”.

O deputado, ainda é a favor que fique vedada a cobrança de tarifa do usuário do sistema de abastecimento nas localidades onde não sejam disponibilizados o serviço de Esgotamento Sanitário até sua devida implementação.

TAXA DE ESGOTO ONERA EM 80% O VALOR DA CONTA DE ÁGUA EM IPIRÁ

A principal queixa dos usuários do serviço prestado pela Embasa, em Ipirá, está relacionado a alta Taxa de Esgoto cobrada ao povo de Ipirá.

A taxa cobrada está no valor de 80% sobre o consumo. Antes de começar a cobrança do serviço de esgoto na cidade (no ano passado, 2020), quem pagava uma conta de água no valor de R$ 20,00, agora passa a pagar 36, quem pagava 50 agora passa a pagar 90, quem pagava 300, agora pagará 540, assim por diante.

De acordo com levantamentos, a maioria das famílias comuns de 4 pessoas estão pagando em torno de 200 reais de conta água + esgoto, em Ipirá (em torno de 20% do valor do salário mínimo).

De acordo com o exemplo mostrado, uma família de poucos recursos financeiros, ou média, está pagando de Água e Energia Elétrica, em Ipirá, em torno de meio salário mínimo, em serviços indispensáveis, onde o cidadão tem que consumir, queira ou não.

Ainda salientando, que muitos se queixam que mesmo não usando o Esgotamento Sanitário são cobrados pelo serviço e segundo a empresa (Embasa), obrigados a pagarem, pois se não pagarem o serviço agregado, simplesmente terão a sua conta de água cortada.

Vale salientar que rede de esgoto faz parte de saneamento básico, logo devendo ser oferecido com um valor razoavel para os já penalizados contribuintes que já pagam uma conta de Energia Elétrica pesarosa, onde o Governo fica com praticamente 70% do valor da conta e a concessionária fica apenas com 30%.

Por Orlando Santiago Mascarenhas
piranegocios.com.br

COMPARTILHAR