Ataque hacker deixa sistema da Rede Bahia afetado e jornal impresso do Correio sem circular por três dias

Um ataque realizado por hackers invadiu o banco de dados da Rede Bahia na última terça-feira (11). O ataque deixou o sistema afetado, no qual informações pessoais de funcionários e ex-profissionais da afiliada da TV Globo foram vazadas. O ataque comprometeu, inclusive, a produção do jornal impresso Correio, que está há três dias sem circular e não há previsão de quando o serviço voltará ao normal. Uma empresa de segurança cibernética foi contratada para fazer o trabalho de recuperação.

O acionista da Rede Bahia, ACM Júnior, afirmou que a situação deverá estar controlada até este sábado (15). “Nós estamos tentando recompor o mais rápido possível, trabalhando sem parar dia e noite. Esses ataques estão acontecendo no mundo inteiro. Os mais sofisticados sistemas de segurança estão sendo afetados. Acho que até amanhã estaremos voltando ao normal”, ressaltou ACM Júnior, ao portal Muita Informação.

Ele informou que a IBM, empresa voltada para área de informática, foi contratada para solucionar o problema. Enquanto isso, a recomendação da direção da empresa é de que ninguém use as redes sociais para não permitir a entrada de hacker. O diretor-presidente da Rede Bahia, Paulo Cesena, emitiu um comunicado interno nesta quinta-feira (13) aos colaboradores, explicando que o caso está sendo investigado.

“A Rede Bahia já adotou todas as medidas técnicas e de segurança usados para a proteção de dados, inclusive, fez a contratação de empresas especializadas com o objetivo de mitigar os riscos desse incidente de segurança”, disse, em trecho da nota. “Além do exposto, tivemos conhecimento da divulgação pública de dados pessoais de alguns dos nossos colaboradores e ex-colaboradores. Estamos investigando o ocorrido, apurando as devidas responsabilidades e já acionamos as autoridades competentes”, acrescentou o executivo, ao site NaTelinha. Jornal da Chapada com informações de Muita Informação e NaTelinha.

COMPARTILHAR