Itaberaba e Irecê têm 100% das UTIs Covid ocupadas; Jacobina segue com baixa ocupação e Seabra tem 80%

O município de Jacobina conseguiu reduzir a taxa de ocupação dos leitos de UTI para 35%, um número ainda menor do que já vinha apresentando.

As taxas de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dos municípios de Itaberaba, Seabra e Irecê, localizados na Chapada Diamantina, divulgadas no boletim oficial da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab-BA) permanecem em alta. Em contrapartida, o município de Jacobina, na Chapada Norte, continua com uma taxa consideravelmente baixa de ocupação, tanto nos leitos de terapia intensiva, como nos clínicos.

O município de Jacobina conseguiu reduzir a taxa de ocupação dos leitos de UTI para 35%, um número ainda menor do que já vinha apresentando. Agora são sete pacientes internados e 13 leitos disponíveis. Nos leitos clínicos Jacobina também apresenta baixa taxa de ocupação, em 10%. Ou seja, são quatro pacientes internados dos 40 leitos que são disponíveis ao tratamento contra covid-19.

O Hospital da Chapada de Itaberaba, portal de entrada da Chapada Diamantina, permanece, a alguns dias, com 100% da taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com os 20 leitos ocupados. Já a taxa dos leitos clínicos diminuiu nos últimos dias para 30% de ocupação. Logo, são seis leitos ocupados e 14 disponíveis no momento.

Em Seabra, na Chapada Diamantina, o Hospital Regional da Chapada conta com 80% de ocupação dos leitos de UTIs, no qual dos 20 existentes, 16 estão ocupados. Já a taxa de leitos clínicos aumentou, estando agora em 85% de ocupação, contando com 17 pacientes internados dos 20 leitos disponíveis.

Em Irecê, na Chapada Velha, não há leitos clínicos, apenas 10 destinados para UTI em enfrentamento à covid-19 e todos estes estão ocupados, com dados apontando para 100% da taxa de ocupação.

Informações Jornal da Chapada

COMPARTILHAR