Chuva forte permanece causando transtornos e alagamentos em Salvador

As fortes chuvas que caem na capital baiana desde a manhã da última quinta-feira (21), voltaram a trazer transtornos na cidade na madrugada de ontem (22). Ruas ficaram alagadas nos bairros da Calçada, Vale das Pedrinhas, Nordeste de Amaralina, Federação e Brotas. No bairro do Rio Vermelho, um muro desabou atingindo dois carros na Rua Macaúbas; ninguém ficou ferido.

De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), a Ladeira da Fonte das Pedras no sentido Av. Bonocô precisou ser interditada por conta de alagamento no local. Houve também interdição na Rua Direta do Santo Antônio devido risco de desabamento.

Alagamentos também foram registrados na Avenida Paulo V, Imediações da Rodoviária, Rótula do Abacaxi, Largo do Retiro, Praça Ana Lúcia Magalhães, Rua Oswaldo Cruz, Avenida ACM, após o Detran, Rua Nilo Peçanha, Avenida Centenário, Avenida Bonocô, Avenida Tancredo Neves, Avenida General San Martin, Avenida Barros Reis, Vale de Nazaré, Avenida Presidente Costa e Silva, Largo das Sete Portas, Avenida Engenheiro Oscar Pontes, Baixa do Fiscal e Avenida Aliomar Baleeiro.

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou 101 ocorrências até às 17h de ontem, mas nenhuma delas considerada grave. Foram 15 ameaças de desabamento, sete alagamentos de imóveis, 14 ameaças de deslizamento, 30 avaliações de imóveis alagados, uma árvore caída, uma avaliação de área, três desabamentos parciais, 17 deslizamentos de terra, cinco infiltrações e duas orientações técnicas.

Os maiores acumulados de chuvas em 24h (atualizado às 16h50 de ontem) foram registrados na Pituba – Parque da Cidade (135 milímetros), Chapada do Rio Vermelho (108,2 milímetros), Brotas (105,6 milímetros), Ondina (91,4 milímetros) e Campinas de Brotas (81,2 milímetros).

De acordo com a Codesal, a motivação da chuva forte que vem atingindo a cidade, decorre em função do fenômeno meteorológico cavado somado a uma frente fria, onde o sistema de baixa pressão contribui para formação de nuvem e, consequentemente, da chuva. O órgão informou que permanece de plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.

A previsão para hoje (23) é de céu nublado com chances de até 90% de chuvas fracas a moderadas, havendo risco para alagamentos pontuais. Já no domingo (24), a presença de uma massa de ar quente e seco ganhará força, reduzindo as chances de chuva na capital.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que o clima permanece apresentando instabilidade até o domingo (24) em Salvador e Região Metropolitana. As temperaturas deverão ficar entre mínima de 24ºC e máxima de 28ºC.

COMPARTILHAR