Briga entre detentos deixa 15 mortos em prisão no Amazonas

"/>

Conflito entre presos ligados a facções rivais pode ter motivado

Uma briga entre presos no Complexo Prisional Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, deixou 15 mortos neste domingo (26), segundo informações do jornal Em Tempo. Familiares que estavam no local viram quando o primeiro detento foi morto, executado na frente da esposa no horário de visita. A partir daí, os ânimos se acirraram e se seguiram as outras mortes.  As vítimas foram assassinadas asfixiadas ou perfuradas com escovas de dentes.

A confusão começou por conta de uma briga entre facções, segundo as primeiras informações. A Seap teria retirado as detentas que cumprem pena em regime fechado no Compaj e levado todas para o Centro de Detenção Provisóia Feminino (CDPF), usando o presídio feminino do Compaj apenas para detentos ligados ao PCC.

Apenas um muro passou a separar presos do PCC e da FDN. Não demorou para os conflitos aparecerem, diz o jornal, e hoje a situação culminou com a briga sangrenta. 

COMPARTILHAR