Bolsonaro diz que auxílio não é “para sempre” e está “aberto a sugestões”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje que o auxílio emergencial “não pode ser para sempre” e, em menos de 24 horas após anúncios sobre o financiamento do novo programa social com a repercussão negativa entre o mercado financeiro, disse que os integrantes do governo estão “abertos a sugestões” junto aos líderes partidários.

“A responsabilidade fiscal e o respeito ao teto são os trilhos da Economia. Estamos abertos a sugestões juntamente com os líderes partidários. O Auxílio Emergencial, infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode ser para sempre”, escreveu em postagem no Facebook hoje pela manhã.

COMPARTILHAR