Uso de máscara passa a ser obrigatório no carro, no trabalho e no transporte público de Salvador

"/>

A Prefeitura determinou nesta sexta-feira(17) o uso obrigatório de máscaras no transporte público, nos veículos particulares e em qualquer tipo de ambiente de atividade laboral, inclusive no comércio informal. A medida, anunciada pelo prefeito ACM Neto durante a inauguração de uma Unidade de Acolhimento Social (UAI) para pessoas em situação de rua no Largo de Roma, visa reforçar o combate à Covid-19.

ACM Neto explicou que a Prefeitura tem notado um aumento no número de pessoas circulando nos ônibus e em veículos particulares. No caso dos coletivos, a redução da quantidade de cidadãos transportados alcançou 28% no início da vigência das medidas restritivas, só que esse dado atingiu 30% esta semana, representando uma elevação no fluxo de 2%. Antes da crise sanitária, cerca de 1,3 milhão de pessoas utilizavam diariamente ônibus na cidade, número que caiu para 400 em média.

Já no caso dos automóveis, a Transalvador notou um aumento substantivo na circulação pela cidade. A redução, que chegou a ser de 30%, ontem (16) foi de apenas 12%. “Não podemos relaxar nesse momento. Não podemos permitir o crescimento do coronavírus na cidade. A recomendação é que as pessoas fiquem em casa. Mas, se tiverem que sair, que usem máscaras de qualquer tipo, inclusive aquelas feitas de pano, que podem ser lavadas e reaproveitadas.”, disse o prefeito.

Confira as novas regras – A obrigatoriedade do uso de máscaras em qualquer ambiente de trabalho e para pessoas dentro dos ônibus urbanos começa a valer a partir do próximo dia 24, conforme decreto que será publicado nas próximas horas no Diário Oficial do Município (DOM) contendo todos os detalhes. A fiscalização será feita pela Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e pela Secretaria de Mobilidade (Semob).

No caso das empresas que descumprirem o decreto, haverá interdição e até cassação do alvará. No que se refere ao comércio de rua, todos os ambulantes também serão obrigados a usar máscaras. A Prefeitura vai doar 200 mil máscaras de pano para esses trabalhadores.

COMPARTILHAR