Governador da Bahia diz que considera prematuro anúncios de festas de réveillon: ‘Não tem decretos ainda autorizando festas’

O governador da Bahia, Rui Costa, disse na noite desta quarta-feira (11), que considera prematuro os anúncios de festas de réveillon feitos por algumas empresas do entretenimento. A informação foi divulgada durante o Papo Correria, programa em que o gestor responde perguntas nas redes sociais.

“Não tenho conhecimento [dos anúncios]. Quem estiver comercializando produtos de festas para réveillon, está fazendo exclusivamente por sua conta em risco. É importante que as pessoas que comprem saibam disso”, disse o governador.

Rui Costa sugeriu que as pessoas comuniquem o Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e o Ministério Público da Bahia sobre os anúncios dos eventos.

“Se você souber de eventuais vendas, comunique ao Procon e ao Ministério Público. Não tem decreto ainda autorizando festas de réveillon. Não há possibilidade agora de antecipar decretos para festas, liberando festas. Nós não autorizamos isso. É desejo que a gente se liberte do vírus logo. É prematuro falar em festas agora”, afirmou.

Empresas do setor de entretenimento da Bahia começaram a divulgar programações de festas de réveillon para o final do ano. O movimento foi feito após o aumento do número de pessoas vacinadas contra Covid-19 e a queda das taxas de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Em Cairu, cidade que fica no baixo sul do estado, a festa está programada para Boipeba e Morro de São Paulo, regiões que são muito procuradas por turistas durante o período do réveillon. Em Porto Seguro, a festa mais conhecida da região já foi anunciada.

Em Maraú, no sul da Bahia, a organização da festa “Mil Sorrisos” confirmou os artistas Jorge e Mateus, Gusttavo Lima, Thiaguinho, Wesley Safadão e Bell Marques como algumas das atrações do tradicional evento de réveillon.

Em Praia do Forte, no município de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador, o réveillon deve reunir 2.500 pessoas.

Vacinação para participar de concursos

Durante o Papo Correria, Rui Costa afirmou que pretende tornar obrigatória a vacinação da Covid-19 para as pessoas que vão se inscrever em concursos públicos do Estado e de funcionários que trabalham para o governo.

“Vamos exigir inclusive para concurso público que as pessoas estejam vacinadas. Será exigido também de funcionários públicos para exercício pleno da atividade que estejam vacinados. E também de pessoas que prestam serviços ao Estado”, disse o governador.

O gestor estadual também relatou que planeja colocar alguma exigências para que as pessoas tenham acesso a locais do estado.

“Agora que a vacina começa a chegar a quem tem 25, 24 anos, vamos colocar algumas exigências para ter acesso a locais e, mesmo para participar de concursos públicos, será necessário apresentar comprovante de vacinação”.

Aumento na gasolina

O governador da Bahia também criticou a Petrobras, que anunciou nesta quarta-feira, que vai aumentar o preço da gasolina nas refinarias a partir de quinta (12). O diesel segue sem reajuste.

“Isso é um escândalo o que está fazendo o governo brasileiro. Gente oportunista, despromovido de caráter, fica espalhando fake news de que nós aumentaríamos também”, criticou.

“O que nós estamos fazendo é incentivar e buscar empresas que possam colocar na Bahia e no Brasil, carros elétricos para quem faz táxi e Uber. Assim, nós sairíamos desse absurdo que é o preço do combustível”.

O preço médio do litro da gasolina vai subir de R$ 2,69 para R$ 2,78, uma alta de 3,3%. É o segundo aumento praticado pela estatal na gestão de Joaquim Silva e Luna. O último reajuste foi realizado no início de julho.

As informações são do G1.

COMPARTILHAR