“A aliança com o que há de pior no Brasil saiu dos bastidores”, diz Marta sobre convite de Bruno Reis a Bolsonaro para inauguração do BRT

A líder da oposição na Câmara de Salvador, vereadora Marta Rodrigues (PT) disse, nesta sexta-feira (17), que o convite do prefeito Bruno Reis (DEM) ao presidente Bolsonaro para a inauguração do BRT na capital baiana tirou dos “bastidores” a aliança que o gestor municipal e seus aliados tem com o que “há de mais atrasado na política”.

“Enquanto os índices de rejeição a Bolsonaro sobem em todas as capitais, e muitos gestores tentam se afastar do presidente devido a sua postura antidemocrática, autoritária e genocida, o prefeito convida ele para vir para Salvador inaugurar uma obra obsoleta e criticada por especialistas, tirando a aliança dos bastidores e mostrando que está ao lado de quem presta um enorme desserviço pro país”, alfinetou Marta.

Para Marta, o prefeito da capital baiana deveria estar preocupado em contrapor-se à suspensão da vacinação para adolescentes ordenada pelo governo Bolsonaro e todas as consequências que a gestão do Planalto trouxe para a cidade, como o alto índice de pobreza, o crescimento da população em situação de rua, o aumento dos preços do gás e do combustível que aumentou a insegurança alimentar.

“Com tantos problemas para se preocupar, com a capital baiana deixando evidente o alto índice de rejeição a Bolsonaro por enxerga-lo como um retrocesso grave na nossa democracia e nas políticas públicas, e diante da absurda suspensão da vacinação, o prefeito parece não se importar com nada disso, pois demonstrou abertamente sua aliança o que há de mais nefasto na política”, disse.

Segundo a vereadora, soa até irônico o convite para a inauguração de uma obra que desde o início vem sendo criticada por especialistas, não só por causa do superfaturamento do valor, mas também por se tratar de um modal obsoleto que não vai trazer benefícios para a mobilidade urbana.

“Soa até sarcasmo com o povo o convite de Bruno a Bolsonaro para participar da inauguração de uma obra completamente obsoleta. Especialistas alertaram diversas vezes de que não traria efeitos para a cidade, com a construção de elevados caríssimos sem grande funcionalidade, destruição de centenas de árvores e tamponamento de um rio importante que é o Camarajipe. A todo tempo se alertava para a falta de demanda de passageiros para o local proposto para o BRT, indo contra determinação do Ministério das Cidades, em 2017”, declarou.

COMPARTILHAR